Mitos da Musculação - Mais Treinos = Mais Músculos?


Mitos da Musculação - Mais Treinos = Mais Músculos?


Vamos começar com uma pergunta clássica?
Quanto mais eu treinar, mais irei desenvolver meus músculos?

É comum imaginarmos que a persistência em algo aprimorará determinado ponto e teremos melhores resultados. Entretanto, se tratando da musculação, esse fato de persistência requer REALMENTE UM TEMPO LONGO, ou seja, não é persistindo em curtos períodos que iremos obter bons resultados, mas dentro de protocolos corretos é que conseguiremos obter estes bons resultados. 



O treinamento volumoso pode acabar com os resultados de um praticante de musculação. A frequência com que se realiza a musculação está inversamente proporcional aos ganhos musculares. Isso se deve ao fato de que assim como o corpo NECESSITA de períodos de treino, também NECESSITA de períodos os quais possam ser de descanso, ou seja, sem a realização de qualquer atividade física.

Se, por um lado, o treinamento com pesos é o estímulo para que haja o crescimento e/ou a manutenção muscular, é no período de descanso que o corpo promove as supercompensações e os resultados desejados na musculação. Esse descanso deve ser adequado ao estímulo que é dado ao músculo esquelético e as outras estruturas fundamentais para o funcionamento do sistema motor e neuromotor, incluindo desde ligamentos e tendões, aos próprios nervos. 

E é por isso que quando falamos que a persistência na musculação requer ainda mais persistência, muitas pessoas ficam confusas. Para que essas estruturas estejam muito bem recuperadas e possam realizar um trabalho mais pesado ainda, leva-se um considerável tempo, ou seja, dias. E se esses dias não forem respeitados, pouco adiantará o treinamento, fazendo com que o corpo caia em estados de adaptação e até o temido overtraining.

Então, pensamos:
Quanto tempo é o ideal para se descansar? 

E logo, a resposta para essa pergunta fica um tanto quanto aberta e imprecisa. Isso porque o bom tempo de descanso pode ser variável ao estímulo que é dado ao músculo, levando em consideração que cada pessoa possui intensidades diferentes de treinamento e cada característica fisiológica genética possui uma diferente resposta a determinado estímulo. Logo, não há como saber o quanto se deva descansar.

Mas sentiu que está cansado, o músculo está muito fadigado, DESCANSE!!!
Isso não vai atrapalhar o seu crescimento e sim ajudar!

Comentários