Os Benefícios da Musculação


Os Benefícios da Musculação

Estou publicando esse texto baseado em um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que identifica todos os Benefícios proporcionados em relação à prática da Musculação.

Visto esta gama de argumentos relacionados abaixo, vamos compartilhar e incentivar as pessoas a aderirem à um programa de treinamento de musculação. Lembrando sempre de escolher uma academia que tenha um Profissional capacitado formado em Educação Física.

Vamos conferir:

a) A manutenção e aumento do metabolismo, decorrente do aumento de massa muscular (COUTINHO, 2001); 

b) A prática regular de exercícios aumenta a autoestima do indivíduo; 

c) De acordo com Vieira (1996) com um programa adequado de alongamento e fortalecimento da musculatura lombar ocorre uma significante queda no desconforto lombar

d) A diminuição da perda de massa muscular é de grande utilidade aos idosos, pois no processo de envelhecimento há uma diminuição progressiva da massa muscular (COUTINHO, 2001); 



e) O efeito dos exercícios no sono é explicado pelo maior relaxamento muscular e a redução da tensão nervosa decorrentes da atividade física; 

f) Devido ao aumento do gasto energético e da conseqüente queima de calorias, ocorre uma diminuição das reservas de gordura corporal

g) Conforme Cobra (2003) o exercício físico regula a taxa de açúcar no sangue, reduzindo o risco de diabetes. No mesmo sentido, conforme Nahas (2001), estudos comprovam que mulheres que caminham pelo menos três horas por semana reduzem em 40% o risco de desenvolver qualquer tipo de diabete; 

h) Um acompanhamento médico correto, exercícios físicos de média ou baixa intensidade podem facilitar a manutenção de uma pressão sanguínea média

i) As endorfinas são aumentadas no organismo de quem pratica musculação ajudando na diminuição da hiperatividade

j) Segundo Funchal (2004) correr (com a devida orientação) pode ser um bom remédio para o seu coração, facilitando a circulação cardíaca e diminuindo o risco de entupimentos; 

k) Exercitar-se também amplia a velocidade de resposta e a agilidade, diminuindo o risco do praticante ser "pego de surpresa" por um escorregão, por exemplo, aumento da densidade óssea (FOX, 2000); 

l) Os exercícios resistidos ajudam no retardamento ou prevenção do desenvolvimento da osteopenia e conseqüentemente, da osteoporose (SIMÃO, 2009);

m) Ensina Pontes (2003) que pessoas com depressão branda ou moderada, que praticam exercícios de 15 a 30 minutos em dia alternados, experimentam uma variação positiva do humor já após a terceira semana de atividade. Para Simão (2009), o exercício atua como um fator coadjuvante sobre a ansiedade e a depressão, além de contribuir para uma auto eficácia e bem estar psicológico

n) Homens e mulheres sempre buscam a estética corporal a fim de se conseguir uma harmonia corporal e atingir o "belo" (GUEDES, 2003); 

o) Ao fortalecer os músculos e o coração, e ao amenizar o declínio das habilidades físicas, os exercícios podem ajudar a manter a independência física e a habilidade para o trabalho, retardando o processo de envelhecimento e dependência (VIEIRA, 1996); 

p) Segundo Simão (2009) a musculação diminui vários fatores de risco associados a doenças cardiovasculares, produzindo modificações como: redução dos valores da pressão arterial sistólica em repouso, particularmente em indivíduos hipertensos; 

q) A musculação pode ser utilizada na recuperação de lesões musculares e na correção de desvios posturais (NAHAS, 2001).

Referência Bibliográfica:
SANTOS, V.C. A eficiência da musculação na mudança da composição corporal. Trabalho de Conclusão de Curso. Formiga/MG, 2013


Comentários