Desmaio / Síncope - O que fazer e o que não fazer


Desmaio / Síncope

Quem nunca se deparou com a situação de ter alguma pessoa sofrendo de desmaio à sua frente? 
Provavelmente todos nós já passamos por isso e quem já passou quando não está preparado ou não tem as devidas informações de como proceder, certamente se vê perdido, aflito, em uma condição extremamente fora de controle.

Por isso, estou disponibilizando aqui em meu blog algumas informações importantíssimas sobre o que é o desmaio, suas causas e o que fazer e o que não fazer quando alguma pessoa desmaiar perto de você.

Popularmente chamamos de desmaio, mas na linguagem médica é chamada de síncope. Portanto usar os termos síncope ou desmaio é a mesma coisa.



Qual a definição de desmaio?
É a perda transitória da consciência e do tono postural causada pela diminuição do fluxo sanguíneo no cérebro seguido de uma rápida e completa recuperação. Ou seja, a pessoa perde a consciência e cai, mas acorda logo em seguida sem sequelas. Esse é um mecanismo de defesa de nosso corpo e assim caracterizamos o desmaio como um sintoma e não uma doença, podendo significar sintomas de doenças sérias ou apenas uma manifestação de histeria (transtorno conversivo).

Incidência
- ocorre em 3% dos homens e em 3,5% das mulheres a cada ano
- após os 65 anos, esse índice sobe para 6% em média
- perto de 5% dos atendimentos de pronto-socorro são por síncope, em geral em pessoas idosas que sofrem lesões pelas quedas
- mais de 1/3 dos casos ficam sem diagnóstico
- a causa mais comum é a síncope vaso-vagal
- outra causa comum é a síncope posicional - hipotensão postural

Principais Causas
- emoções bruscas
- cansaço
- fome
- nervosismo
- traumatismo
- hipoglicemia (quem vai praticar exercícios físicos, sempre se alimentar antes da atividade e nunca estar em jejum)
- hipotensão
- arritmia cardíaca (qualquer desvio da normalidade no ritmo das contrações cardíacas)
- diminuição no número de glóbulos vermelhos (anemia)
- hipocapnia por uma hiperventilação

Sinais e Sintomas
- pele pálida e fria
- sudorese nas mãos e na testa
- sensação de frio
- náuseas e vômitos
- dificuldade respiratória
- turvação visual
- pulso fraco e rápido

Agora vamos entender o que se pode fazer e o que não se pode fazer. Vamos quebrar muitos mitos que creio eu muitas pessoas já fizeram ou ainda tem esse conceito de como proceder.

Desmaio / Síncope
O que fazer?
- afastar a vítima de local que proporcione perigo (escadas, janelas, etc)
- deitá-la de barriga para cima e elevar as pernas acima do tórax, facilitando o retorno venoso
- manter a cabeça de lado para facilitar a respiração e evitar aspiração de secreções
- afrouxar as roupas
- manter o local arejado, afaste os curiosos de perto
- após recobrar a consciência, a vítima deve permanecer pelo menos 10 minutos sentada antes de ficar em pé, pois isso evita o aparecimento de um novo desmaio
- transportar a vítima para atendimento médico

Desmaio / Síncope

O que não fazer?
- não jogar água fria no rosto para despertar
- não oferecer álcool ou amoníaco para cheirar
- não sacudir a vítima
- não dê nada a vítima, líquido ou sólido, até que se recupere totalmente a consciência



Para informações mais detalhadas e também para poder diferenciar o desmaio de uma convulsão, epilepsia, AVC, parada cardíaca, consulte o seguinte link abaixo: 

MD.SAÚDE (Desmaio, Síncope e Reflexo Vagal) 

Comentários

  1. É incrível mas a lista do "Não Fazer" é o que todo mundo faz... ficar sacudindo o sujeito até acordar... Precisa divulgar mais esse tipo de informação pra quem não sabe o que fazer. Parabéns pela inciativa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Obrigado pelo feedback positivo. Quando escrevi essa matéria, o intuito foi informar sobre os procedimentos corretos mesmo, porque sempre via um monte de gente fazendo tudo errado. E como eu trabalho em academia, eu já vi várias pessoas tendo desmaio e ajudava corretamente, mas as pessoas ao redor só vinham falar besteiras, pois ninguém sabia o que fazer.
      Compartilhe essa matéria com os seus amigos e demais canais de divulgação.
      Abraço

      Excluir

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário. Sua opinião é muito importante.