AdSense topo

20 abril 2016

Remada Curvada - Pegada Pronada e Pegada Supinada - Quais as diferenças?


Remada Curvada - Pegada Pronada e Pegada Supinada

Você Professor(a) já deve ter sido questionado e você aluno(a) já deve ter feito a seguinte pergunta:

- Qual a diferença entre realizar a remada curvada com a pegada pronada e com a pegada supinada?

Em outras matérias aqui do meu blog já expliquei as diferenças entre as pegadas, mas vou colocar aqui mais uma vez para você entender.

Tipos de Pegadas
Posição das mãos em relação a Pegada

- Pegada Supinada: ao segurar na barra, a palma de sua mão estará voltada para você
- Pegada Pronada: ao segurar na barra, o dorso de sua mão estará voltado para você

Assim sendo, vamos as considerações:

  • Posição Anatômica
    Pés afastados, quadril flexionado, joelhos semi-flexionados
  • Músculos Estabilizadores
    Glúteo máximo, isquiotibiais, eretores da espinha (estabilização do tronco). Quadríceps e tríceps sural também tem uma certa ação de estabilização corporal. Usando pegada pronada ou supinada os músculos estabilizadores serão os mesmos e quanto maior a quilagem utilizada, maior a solicitação desses músculos
  • Análise da Pegada Pronada
    Em posição anatômica (citado acima), mãos afastadas além da linha do ombro, braços estendidos e ao realizar o movimento, puxar a barra em direção a região peitoral (fase concêntrica). Nessa pegada há uma abdução horizontal de ombro na fase concêntrica e adução horizontal de ombro na fase excêntrica, fazendo com que se execute uma forte adução escapular contra a resistência
  • Análise da Pegada Supinada
    Mesma posição anatômica da outra pegada, mãos afastadas na linha do ombro, braços estendidos e ao realizar o movimento, puxar a barra em direção a região peitoral novamente, porém, em direção aos feixes inferiores (fase concêntrica). Nessa pegada há uma extensão de ombro na fase concêntrica e flexão de ombro na fase excêntrica 


CONCLUSÃO

Podemos verificar claramente que dependendo da pegada há uma alteração do plano de trabalho de ombros. 
Quando se faz a extensão e flexão de ombro (pegada supinada), há um trabalho escapular menos acentuado em relação a abdução e adução horizontal (pegada pronada).
Assim sendo, na abdução e adução horizontal de ombro (pegada pronada) há um exigência maior dos músculos rombóides (maior e menor) e trapézio (superior, medial e inferior) e na extensão e flexão de ombro (pegada supinada) há uma intensidade menor de rombóides e trapézio, e uma alta intensidade do latíssimo do dorso.

Ficou bem claro então né, Pegada Pronada solicita mais os músculos rombóides (músculos profundos das costas) e trapézio (músculo superficial das costas) e Pegada Supinada solicita mais o músculo latíssimo do dorso (músculo superficial das costas).

Veja anatomicamente:

Anatomia Muscular das Costas

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário. Sua opinião é muito importante.