AdSense topo

01 agosto 2017

Creatina - O que é e para que serve


Creatina

A creatina é uma amina obtida com a alimentação através da ingestão de carne ou produzida endogenamente, a partir dos aminoácidos glicina, metionina e arginina. A creatina é capaz de transferir energia da mitocôndria para o citosol, especialmente em tecidos com demanda energética como o músculo esquelético, fornecendo energia durante a contração muscular.



A creatina promove 3 benefícios em exercícios de alta intensidade e curta duração:

1-aumenta a treinabilidade no ganho de força
2-manutenção de contração intensa por mais tempo
3-fornece energia rapidamente mantendo elevada produção de ATP celular

Muito se fala sobre protocolos com dose de carga (saturação) tentando se explicar  se é mais eficiente ou não. Pois bem, os resultados de um estudo que avaliou o efeito da ingestão de diferentes quantidades de creatina apontaram que a ingestão de 20g/dia dividida em 4 doses de 5g durante 5 dias promoveram um efeito semelhante à ingestão de 3g/dia durante 30 dias. Com isso criou-se o hábito de ingerir a chamada dose de carga (saturação). Porém, os dois protocolos promovem a elevação proporcional das concentrações de creatina fosfato no tecido muscular.

Outra questão sempre muito ligada a creatina refere-se a segurança para a função renal. Estudos demonstraram que doses de 3g/dia até protocolos com 20g/dia durante uma semana ou até 2 anos de consumo não promoveram qualquer alteração sobre a função renal, o que demonstra a segurança no consumo da creatina, portanto, não há nenhum risco se consumido da maneira correta.

Alguma pessoas também perguntam se a retenção hídrica é um problema. A resposta é não. A água incorporada pela creatina permanece dentro das células e não no espaço intersticial e é fundamental para que as reações de fornecimento de energia e síntese proteica ocorram na sua velocidade adequada.

Os idosos também podem se beneficiar com a suplementação de creatina, pois ela pode contribuir para reverter a sarcopenia, uma síndrome caracterizada pela perda espontânea de massa muscular no idoso.

Assim sendo, a creatina proporciona o aumento da concentração da mesma no músculo, realiza esforços de maiores intensidades por mais tempo e estimula o ganho de massa muscular.



6 comentários:

  1. Obrigado pelo feedback Marcos Paulo...meu objetivo é sempre informar de uma maneira clara e precisa. Estou escrevendo novas matérias, fique no aguardo!!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo artigo, compartilho algumas dicas legais sobre creatina:

    http://alimentosmaissaudaveis.blogspot.com.br/2013/05/o-que-e-creatina-e-como-tomar.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo feedback. Depois estarei dando uma olhada em seu blog.
      Abraço

      Excluir
  3. Respostas
    1. Que bom que gostou Ana. Dê uma lida nos outros artigos também, tem muita coisa boa. Obrigado pelo feedback.

      Excluir

Deixe aqui o seu comentário. Sua opinião é muito importante.