AdSense topo

09 abril 2017

Pulley / Puxador - Chega de achismos e controvérsias


Pulley / Puxador - Costas

Procurando sempre manter bem informado meus leitores estou compartilhando um estudo que fiz sobre o exercício PULLEY. Este exercício também gera muitos "achismos" e controvérsias, por isso, vamos desmistificar essas questões.

Meu estudo está baseado neste artigo científico que faço referência logo abaixo e uma matéria que encontrei de uma professora especialista no assunto:

Aspectos Neuromecânicos do Exercício Pulley


O termo pulley significa polia. 
Muitos profissionais da área também o denominam de Puxador, Puxada.

O movimento é executado da seguinte maneira: 
- o indivíduo sentado puxa a barra que está acima da cabeça para próximo do tórax (pulley frente) ou nuca (pulley costas) e o cabo ligado a barra passa por uma polia que traciona a carga. O tronco deve manter-se estático durante todo o movimento.

Este exercício apresenta dois momentos relevantes:
1) a aproximação da barra no tórax ou nuca - caracterizando a fase concêntrica
2) o afastamento da barra em relação ao tórax ou nuca - caracterizando a fase excêntrica

Posição inicial do movimento (fase concêntrica), características:
- ombros abduzidos
- escápulas rotacionadas superiormente
- cotovelos estendidos


Então para realizar esse movimento a partir da posição inicial ocorre a Adução de Ombros, a Rotação Inferior das Escápulas e a Flexão de Cotovelos sendo solicitados os seguintes músculos:
- Adutores de Ombros: latíssimo do dorso, peitoral maior (parte clavicular e esternal) e subescapular
- Rotadores Inferiores da Escápula: trapézio (parte transversa e ascendente) e peitoral menor
- Flexores de Cotovelo: braquial, bíceps braquial e braquiorradial

Estudo de Sperandei et al (2009) - pulley frente e pulley costas sem mencionar tipo de pegada
Pulley Frente: o músculo peitoral maior apresentou uma ativação mais significativa comparado ao Pulley Costas
-  Pulley Costas: maior ativação dos músculos deltoide (parte espinal) e bíceps braquial
* para o músculo latíssimo do dorso não houve diferenças significativas entre os dois exercícios

Estudo de Signorile, Zink & Szwed (2002) - pulley frente e pulley costas sem mencionar tipo de pegada
- Pulley Frente: os músculos latíssimo do dorso, deltoide (parte espinal) e tríceps (cabeça longa) apresentaram maior ativação em relação ao Pulley Costas
* os músculos peitoral maior e redondo maior não apresentaram diferenças

Estudo de Youdas et al (2010) - pulley frente com pegadas em pronação e supinação
- uma grande ação muscular foi observada nos dois tipos de pegadas nos músculos peitoral maior, infraespinal, trapézio (parte ascendente), latíssimo do dorso e bíceps braquial
- na pegada supinada foi acentuada uma maior ativação do músculo bíceps braquial devido a uma maior flexão de cotovelos
- na pegada pronada o músculo latíssimo do dorso foi o que apresentou a maior ação muscular

Estudo de Lusk, Hale & Russel (2010) - pegadas (pronada e supinada) e comprimento da pegada (aberto e fechado)
- em relação ao comprimento da pegada (aberto e fechado) não foi encontrada nenhuma influência na ativação do músculo latíssimo do dorso
- em relação a pegada, a pegada pronada apresentou uma maior ativação do músculo latíssimo do dorso


Para complementar esse meu estudo estou incluindo uma matéria sobre Puxadas da Profª Esp. Denise Carceroni vinculada no site (Fique INforma):

Pegadas no Puley
pegadas


Grande Dorsal: Maior ativação no pulley frontal (supinado, costas e triângulo foram praticamente iguais)
Peitoral: Maior ativação no pulley triângulo (supinado e frontal foram praticamente iguais e no costas foi baixa)
Tríceps: Maior ativação no pulley frontal (triângulo e supinado foi baixa e praticamente iguais)
Deltóide: Maior ativação no pulley triângulo (pulley frontal e supinado foram praticamente iguais e costas foi baixa)


O resultado deste estudo leva à seguinte reflexão. 

Para que fazer o pulley costas

Além de não ser o mais eficiente para trabalhar os músculos analisados, a posição para sua execução leva à abdução com rotação externa da articulação glenoumeral, movimento que favorece a luxação do ombro (ele sai do lugar). Porém, há muitos praticantes experientes que afirmaram que esse é o exercício que melhor proporcionou o aumento da largura das costas.


Para concluir, com o levantamento que fiz sobre o artigo científico e a matéria da Profª Esp. Denise Carceroni podemos saber exatamente qual seria a melhor opção de treinamento a ser adotada nas salas de musculação.
Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. Agora Descobri Porque Meus Ombros Doeram Três Dias Depois do Pulley Costas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já vi várias pessoas tendo lesões realizando esse exercício e eu sempre alerto para tal. Pessoas bem treinadas por ter uma musculatura mais forte até podem não sofrer lesão, mas para que fazer esse exercício sabendo que o outro que é menos prejudicial tem o mesmo objetivo?

      Excluir
  2. Então quer dizer que pulley ativa o tríceps mas não ativa o bíceps? Olha essa eu não sabia vou voltar a estudar cinesiologia porque acho que aprendi tudo errado!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Bruno. Todos nós sabemos que o bíceps é ativado durante a execução do pulley.
      "Então para realizar esse movimento a partir da posição inicial ocorre a Adução de Ombros, a Rotação Inferior das Escápulas e a Flexão de Cotovelos sendo solicitados os seguintes músculos:
      - Adutores de Ombros: latíssimo do dorso, peitoral maior (parte clavicular e esternal) e subescapular
      - Rotadores Inferiores da Escápula: trapézio (parte transversa e ascendente) e peitoral menor
      - Flexores de Cotovelo: braquial, bíceps braquial e braquiorradial."
      Talvez você não tenha lido a matéria com muita atenção e tenha se confundido. No estudo em questão citado foi analisado o músculo tríceps braquial para ver a relevância do poder de ativação entre as execuções citadas. Certamente o pesquisador sabendo que o músculo bíceps braquial já é ativado, ele resolveu analisar somente o tríceps braquial.
      Espero que tenha entendido com mais clareza agora!!!

      Excluir
    2. Caro Bruno
      leia sempre com bastante atenção os post´s, pra não passar essa vergonha!!!


      Excluir

Deixe aqui o seu comentário. Sua opinião é muito importante.